Inicio

A vida familiar

Crescimento Espiritual

Sexualidade

A igreja

Ensino Bíblico

Links

     

Mapa do site

    Amor Perfeito blog

Quem somos nos?

Contacte-nos

 

Qual deve ser a atitude do cristão em relação ao mundo?

(voltar ao Crescimento Espiritual)


Qual é a significado da palavra 'mundo'?

Jesus disse que Ele amou o mundo mas em contrapartida S. João no seu epistolo avisa-nos a não amar o mundo. Complicado não é?

Então, é preciso definir o que é 'o mundo'. Quando Jesus disse que Ele amou o mundo ele estava a falar das pessoas do mundo. Deus criou o ser humano, sempre amou-o e sempre há-de o amar. Nós, cristãos, devemos amar pessoas porque isto é que Deus quer.


O mundo a que o apostolo Paulo estava-se a referir significa as prioridades e o sistema debaixo do qual este mundo opera. O apostolo continua a dizer que não é possível amar o mundo e amar a Deus ao mesmo tempo, porque o mundo significa tudo que é contra a vontade de Deus. As prioridades deste mundo são:

 

  • ganhar dinheiro,

  • possuir coisas materiais,

  • ter sucesso,

  • ter poder,

  • gozar vida,

  • sentir-se bem,

  • melhorar o nosso corpo,

  • valorizar a família,

  • satisfazer os desejos,

  • e ter alguém especial como companheiro

 

no primeiro
lugar
sem a
orientação
de Deus


 


Então, quais são as atitudes que devo tomar sobre as prioridades deste mundo:

Será que para não amar o mundo significa que o cristão não se pode envolver em nada neste mundo. Claro que todos nós temos de viver no mundo e Jesus quer que tenhamos atitudes correctas e saudáveis. A Bíblia não nos dá instruções muito claras sobre várias coisas e as vezes as igrejas fazem regras quando não há nada na Bíblia que proíbe tais coisas.

Vamos analisar qual deveria ser a nossa atitude face:

  • dinheiro - ganhar dinheiro não é mau e ser rico não é um pecado, mas se vivemos só para ganhar dinheiro isto não é o que Deus quer. É também importante o que fazemos com o nosso dinheiro e Deus quer que o usemos com sabedoria, e que sejamos generosos em partilhá-lo com outros que têm necessidades e que contribuíamos na Sua obra (ajudar sustentar o pastor da igreja local, ajudar com a obra missionaria etc.)

  • coisas materiais - é obvio que necessitamos de roupa, electrodomésticos, moveis, um carro etc. mas temos de ter cuidado que objectos não se tornam ídolos sem os quais não podemos viver.

  • sucesso - às vezes o sacrifício necessário para alcançar sucesso é grande e podemos não ter tempo suficiente para as nossas famílias. Também a procura de sucesso pode causar muito stress e pressão. Em contrapartida, sucesso nos olhos de Deus significa que vivamos em amor, harmonia e paz com todos, e levamos uma vida honesta.

  • poder - Se Deus nos der uma posição de poder e influencia, tudo bem, mas é aconselhável não buscar poder porque isto normalmente envolve pisar nos pés dos outros e sermos pessoas agressivas e duras. Jesus mostrou e ensinou que o caminho para sermos importantes no Seu reino é sermos servos aqui no mundo. Jesus disse: "quem quiser tornar-se grande entre vocês deverá ser servo, e quem quiser ser o primeiro deverá ser escravo, assim como o Filho do homem que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos".

  • gozar a vida - claro que Deus quer que tenhamos tempo para nos divertir e descansar, mas precisamos de equilíbrio. S. Paulo disse: "todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm." Há muita coisa para fazer para o reino de Deus, e Deus está a chamar pessoas para O servir, mas temos de estar disponíveis a Ele.

    (Em relação às discotecas e clubes , dança em si pode não ser mau mas depende do tipo de dança. Algumas danças são muito sensuais e pode provocar a tentação e pecado em outros. Em relação ao cinema - isto depende do filme. Na escolha de um filme, cada um tem de ter a consciência que ele não esteja a entristecer O Espírito Santo).

  • sentir-se bem - as perspectivas e altitudes cristãs são diferentes do mundo e às vezes vamos criar inimigos ao seguirmos Jesus. Temos de estar dispostos a sofrer perseguição e injustiças quando não fazemos tudo que o mundo faz e não falamos aquilo que agrade a todos.

  • melhorar o nosso corpo - Deus quer que cuidemos do nosso corpo porque é o templo do seu Espírito. Devemos comer coisas saudáveis, fazer exercícios físicos, dormir suficientemente, trabalhar e descansar. Contudo, não convêm estarmos tão preocupados com a nossa aparência que passamos demasiado tempo e gastamos muito dinheiro em tentarmos melhorá-la. ao custo dos outros valores.

  • a nossa família é importantíssima e muito preciosa, e conviver com ela é imprescindível para a nossa saúde emocional. No entanto, Deus quer estar em primeiro lugar em nossas vidas e às vezes temos que tomar decisões que a nossa família não compreenda ou temos que mudar para outro cidade ou país em obediência a Deus.

  • satisfazer os nossos desejos - Deus chama-nos para ser discípulos seus e estar disponíveis para a Sua vontade. No entanto, isto não significa que os desejos que temos são necessariamente opostos à vontade de Deus, porque muitas vezes Deus quer suprir os nossos desejos. Jesus ensinou que quando pomos O Seu reino no primeiro lugar, Ele vai dar-nos os desejos dos nossos corações.

  • ter alguém especial - todos nós queremos amar e ser amados, mas é importante escolher os nossos amigos cuidadosamente, e especialmente a pessoa com quem vamos casar. Devemos escolher pessoas que nos inspiram, nos respeitam, e nos dão encorajamento. A Bíblia ensina-nos não nos unimo-nos com descrentes, porque isto vai afectar a nossa vida espiritual numa maneira negativa.


As seguintes perguntas vão ajudá-lo em determinar se certas coisas são erradas:

1.Será que esta coisa é obviamente errada? (1 Coríntios 6.9-10; Gálatas 5.19-21; Colossenses 3.5-9)

2. Será que esta coisa vai parecer mundana aos outros? Se a resposta é sim, não devo fazer!

3. Depois de fazer esta coisa, será que a minha consciência estaria tranquila? (Romanos 14.23)

4. Será que tenho duvidas sobre esta coisa? Se a resposta é sim, não faça!

5. Será que a minha conduta vai ter um efeito mau nos outros? (1 Coríntios 10.23-33; 8.7-13; Mateus 18.6-7)

6. Será que esta coisa vai produzir em mim um desejo forte e fora de controle? (Colossenses 3.5-6)

7. Será que vai afectar os meus pensamentos e acções numa maneira negativa?

8. Será que esta coisa me vai pôr debaixo da influencia de companheiros maus? (1 Coríntios 15.33).



voltar ao Crescimento Espiritual